1º de Agosto tenta remontada

Os militares tentam hoje reverter a desvantagem de uma bola a zero “averbada” no desafio da primeira mão da Supertaça de Angola frente ao Desportivo da Huíla, no Estádio dos Coqueiros, em Luanda, às 17:00

Os rubro-negros, às ordens do sérvio Dragan Jovic, podem conquistar hoje, no Estádio dos Coqueiros, em Luanda, a Supertaça de Angola, prova que abre a nova temporada futebolística no país. Para conseguir o feito terão de vencer por mais de dois golos, sem sofrerem, pelo facto de não marcarem no reduto do Desportivo da Huíla, em partida da primeira mão (1-0). Em caso de triunfo, o 1º de Agosto conquistará o nono título do seu historial, depois das consagrações em 1991, 1992, 1997, 1998, 1999, 2000, 2010 e 2017.

No Estádio do Ferrovia, na cidade do Lubango, os militares do Rio Seco contaram com os préstimos do avançado Mabululu que estava lesionado. Em declarações à imprensa, o treinador-adjunto do 1º de Agosto, Ivo Traça, garantiu que Mabululu vai ser opção no embate desta tarde. Ivo Traça assegurou que o desafio desta tarde será difícil, uma vez que o Desportivo da Huíla está na cidade capital para erguer o troféu.

Ainda assim, o técnico mostrou- se seguro e sabe que o 1º de Agosto vai desfazer a desvantagem. O clube militar, fundado em 1977, tem um plantel superior ao do Desportivo da Huíla. Por sua vez, o treinador Mário Soares afirmou que o seu conjunto vem a Luanda com a postura demonstrada em casa no jogo da primeira mão. Segundo o técnico dos militares da Frente Sul, do ponto de vista clínico, a equipa está bem e quer repetir a proeza.

error: Content is protected !!