Promoção da leitura estimula criação de prémio literário de “Conto e poesia”

A 9 de Agosto terminam as inscrições para o prémio “Imprensa Nacional de Literatura”, uma iniciativa da empresa pública Imprensa Nacional, que nesta I edição vai contemplar apenas os domínios literários do “Conto e poesia”, no quadro dos 174 anos da sua existência da instituição

Para o efeito, os interessados devem digerir-se à Imprensa Nacional, com obras inéditas e redigidas em língua portuguesa. Deverão igualmente ser apresentadas em duas cópias em papel, no formato A4, acompanhadas de uma gravação em formato digital, com a dimensão mínima de 80 páginas A4, em Times New Roman tamanho 12 e entrelinha. O objectivo do prémio é o de valorizar o talento nacional e promover a divulgação de obras de autores desconhecidos no mercado literário angolano.

Mediante este Prémio, augura-se proceder à selecção de obras inéditas e com elevada qualidade em termos literários nos domínios do conto e da poesia, escritas em língua portuguesa, cujos autores devem ser cidadãos angolanos ou residentes em Angola há mais de três anos. O aludido prémio de periodicidade anual, contemplará o vencedor do concurso com a publicação da sua obra e a atribuição de um valor pecuniário de AKZ 1.000.000,00 (um milhão de Kwanzas), resultante da decisão do corpo de jurado, que a divulgará a13 de Setembro, dia em que a instituição pública assinala 174 anos de existência.

O regulamento indica que as obras concorrentes devem ser assinadas com um pseudónimo do autor. As mesmas deverão ser acompanhadas de um envelope fechado, identificado com o título da obra e o pseudónimo utilizado pelo autor para assinar a obra, contendo: “Identificação do concorrente com o nome completo, identificação fiscal (NIF); endereços completo e electrónico, e telefone para contacto. Declaração assinada pelo concorrente com a menção de que a obra apresentada a concurso é original e inédita, e não foi apresentada a nenhum outro concurso com decisão pendente”, lê-se no documento.

Avaliação

Os originais serão avaliados de acordo com os critérios da “Originalidade” (50%); “Contributo para a cultura nacional” (30%); e “Respeito pelas características canónicas do género literário” (20%). A partir do momento da entrega da obra para o concurso, a Imprensa Nacional – EP torna-se detentora do trabalho premiado, cujo autor cede gratuitamente os respectivos direitos de utilização e autoriza, em regime de exclusividade, a Imprensa Nacional – EP a publicar em língua portuguesa, divulgar, utilizar, explorar e editar, por conta própria, a referida obra, em primeira edição, que terá uma tiragem máxima de 1000 exemplares, bem como a proceder à sua comercialização em todo o mundo. O autor premiado deverá aceitar que a Imprensa Nacional – EP proceda a uma revisão literária dos originais, na qual sejam eliminadas todas as incorrecções ortográficas ou gramaticais, e resolvidas as inconsistências com as normas de estilo adoptadas para a publicação do Prémio Imprensa Nacional de Literatura.

error: Content is protected !!