Ministério da Agricultura lança programa de compra de gado em risco no Cunene

A província do Cunene enfrenta uma seca severa desde Outubro de 2018, que afectou 880 mil e 176 pessoas, um milhão e 100 mil bovinos, bem como causou a morte de 30 mil cabeças de gado, entre bovino, caprino e suíno. No acto de lançamento, o ministro da Agricultura e Florestas, António Francisco de Assis, disse que o Plano Emergencial prevê comprar numa primeira fase mil e 200 animais em estado físico debilitado aos criadores, de forma voluntária, a 100 mil kwanzas cada cabeça.

Informou que o gado a ser comprado com recursos provenientes do Orçamento Geral do Estado (OGE), numa operação dirigida pelo Instituto de Desenvolvimento Agrário e os Serviços Veterinários, visa capitalizar os criadores e atenuar o sofrimento da falta de alimentos nas famílias. Fez saber que os animais adquiridos vão ser levados para algumas fazendas locais e outros nas Estações Geotécnicas do Ministério da Agricultura para um pequeno processo de recuperação e posteriormente prosseguir com determinados estudos científicos necessários, a bovinicultura.

O processo de compra de animais decorre apenas na província do Cunene, mas poderá vir a ser estendido a outras regiões mais críticas, à medida que forem disponibilizados mais recursos fi nanceiros. Recenseamento agropecuário O ministro da Agricultura e Florestas afi rmou ainda ontem, em Ondjiva, província do Cunene, que o Recenseamento Agro-pecuário e Pesca (RAPP) 2018/2019, iniciado em Março último, vai produzir dados reais do sector agro-pecuário.

O RAPP, com um orçamento de USD 24 milhões e 999 mil, vai permitir ao país planear melhor e tomar decisões assertivas. O recenseamento, que vai até Dezembro de 2019, abrangerá 25 mil e 346 aldeias no país, numa amostra de 80 mil agregados familiares e empresas do ramo agrícola e pesca, e conta com fi nanciamento do Banco Mundial. Trata-se de uma operação estatística exaustiva a nível nacional, que tem por objectivo disponibilizar ao Governo e em pessoas interessadas informações estatísticas actualizadas sobre a agricultura, pecuária, pesca e aquicultura.

O ministro, que falava no acto de encerramento do Conselho Consultivo Alargado do Ministério da Agricultura e Florestas, que decorreu nos dias 7 e 8 deste mês, na cidade de Ondjiva, disse ser importante que os criadores de animais, agricultores e outros autores do sector que facilitem o acesso a informação por parte dos inquiridores do RAPP. Com a duração dois dias, a reunião, que decorreu sob o lema “Desafi os da Produção Agropecuária e Florestal, como Garantia da Segurança Alimentar”, analisou o relatório do ano agrícola 2018/2019, estado de preparação do ano agrícola 2019/2020, Programa de Apoio ao Crédito (PAC) e Reestruturação do Fundo de Desenvolvimento Agrário (FADA), Recenseamento Agropecuária e Pescas (TAPP) e Implementação do IVA no sector Agrário.

error: Content is protected !!