carta do leitor:Ordem no São Paulo por favor…

Director do jornal O PAÍS, bom dia e espero que esteja na paz do Senhor, uma vez que o Sábado é um dia calmo. Mas, devo dizer que no meu bairro, no São Paulo, distrito do Sambizanga, em Luanda, as coisas estão a piorar. Ontem, a minha irmã foi assaltada à porta de casa por meliantes armados à luz do dia. Nas cercanias havia agentes da Polícia Nacional, mas, estes preferiram não acudir a situação. Na esquadra, os agentes ainda tiveram o desrespeito de dizer que os bandidos nos conhecem, se agirmos, eles vão nos esperar na hora da saída e podemos correr sérios riscos. A minha irmã perdeu um telefone, a carteira do bolso, contendo valores monetários. E mesmo assim os agentes mantiveram-se imunes à crítica dos meus familiares e dos cidadãos naquela zona. DR Por isso, quero humildemente que o Comando Provincial reforce o patrulhamento naquela zona. A noite, as coisas tornam-se cada vez mais difíceis. Não conseguimos andar muito, uns podem pensar que é mentira, mas é um facto. Por favor, aumentem o efectivo no Sambizanga, as tantas não sabemos se são gatunos do Sambizanga ou de Luanda e arrodores. Placas dos carros também tem sido a “diversão”, nas barbas dos agentes da Polícia Nacional no São Paulo. Ordem na zona do São Paulo, em Luanda, é o que está a faltar, porque os gatunos estão a assumir-se mais do que a ordem social estabelecida pelo Estado angolano.

Viemba D. P. Lobito, Luanda

error: Content is protected !!