Índia planeia amenizar as restrições da Caxemira nas orações de Sexta-feira

Autoridades planearam relaxar as medidas na região de Jammu e Caxemira, um país de maioria muçulmana na Índia, para permitir que as pessoas ofereçam orações na Sexta-feira, informou a mídia, enquanto um bloqueio de cinco dias abafava os protestos contra a retirada do status especial da região do Himalaia. Buscando estreitar o controlo sobre a região contestada, o governo indiano retirou esta semana o direito do Estado de enqua drar as suas próprias leis e permitiu que não-residentes comprassem propriedades lá.

Desde Domingo, as redes móveis e os serviços de Internet foram suspensos, pelo menos 300 líderes foram detidos e reuniões públicas proibidas, efectivamente confinando os moradores nas suas casas para impedir protestos na região devastada pela revolta. Paquistão suspende vínculo ferroviário final com a Índia por disputa na Caxemira, Haverá “algum relaxamento” nas orações de Sexta- feira, disse K. Vijay Kumar, assessor do governador do Estado, ao jornal Indian Express.

As orações provavelmente serão realizadas nas mesquitas dos bairros e não na principal mesquita da cidade da região, Srinagar, informou a mídia. “As forças receberam flexibilidade para impor ordens proibitivas com força mínima e máxima compaixão”, disse Kumar, acrescentando que houve apenas alguns casos de apedrejamento em partes de Srinagar. A televisão mostrou imagens de soldados paramilitares a patrulharem ruas vazias na cidade, um foco da revolta de 30 anos em que mais de 50 mil pessoas morreram. Milhares de tropas paramilitares adicionais invadiram a Caxemira, já de si uma das regiões mais militarizadas do mundo, antes do anúncio de Segunda-feira de mudança no status constitucional da região.

O governo do primeiroministro Narendra Modi também desmembrou o estado em dois territórios federais, um passo que os líderes regionais denunciaram como mais uma humilhação. Com um quase total apagão nas telecomunicações, há muito poucas notícias a saírem da Caxemira, disseram líderes regionais.

error: Content is protected !!