Arcebispo apela fiéis a serem impulsionadores da justiça social

O arcebispo emérito da Igreja Católica na província do Huambo, Dom José de Queiroz Alves, apelou hoje, Sábado, na cidade da Caála, aos fiéis a serem os verdadeiros impulsionadores do ambiente de reconciliação e de justiça social, evitando, desse modo, divisões e querelas dentro e fora da comunidade.

O sacerdote fez este apelo durante a peregrinação religiosa ao Santuário de Nossa Senhora do Monte, arredores da cidade da Caála, a 23 quilómetros da capital do Planalto Central, na qual participam até Domingo, um total de dez mil fiéis, idos de todas as paróquias e missões da Igreja Católica na província. Segundo o arcebispo, os fiéis devem necessariamente evitar o ódio para vencer as diferenças sociais e eventuais divisões nas comunidades, muitas das vezes motivadas pela incompreensão, assim como qualquer atitude desumana que possa comprometer a unidade e a boa convivência social.

Dom José de Queiroz Alves realçou o facto de os crentes estarem despidos das acções antisociais para a humanização da sociedade, no sentido de levarem o espírito da tolerância, do amor ao próximo e da unidade sociedade a todas as famílias, de modo a terem a capacidade de amarem até aos inimigos, tal como Jesus Cristo orienta. Os fiéis terão nesta jornada exposição do santíssimo sacramento, reza do rosário, missas com laudes no período matinal, catequeses sobre o sacerdócio, celebração penitencial, confissões individuais, via-sacra, profissão luminosa e adoração ao santíssimo sacramento.

A primeira peregrinação oficial aconteceu em 2008, no Monte de Nossa Senhora do Monte, construída em 1927 e elevada a categoria de santuário em 2010. A diocese do Huambo, que tem como padroeira, Nossa Senhora Imaculada da Conceição, foi fundada a 4 de Setembro de 1940, tendo passado a arquidiocese a 3 de Fevereiro de 1977. Conta com 22 paróquias e 26 missões, com vários centros missionários.

error: Content is protected !!