Maternidade realiza mais de 100 cortes de transmissão vertical

Cento e seis mulheres seropositivas foram submetidas ao corte de prevenção vertical (procedimento que impede a transmissão do vírus do SIDA da mãe para o filho), durante o primeiro semestre do corrente ano, na maternidade provincial da Lunda-Sul. No período em referência a maternidade realizou 1.494 testes em mulheres grávidas, destes, 136 resultaram em positivo, 42 estão a ser acompanhadas e 23 abandonaram o tratamento na unidade de Saúde. A informação foi avançada, ontem à Angop pela directora da maternidade provincial da Lunda-Sul, Guilhermina Pereira, precisando que as referidas mulheres deramàluz 106 crianças expostas, destas apenas 55 são acompanhadas.

Durante o ano de 2018, a maternidade provincial realizou 46 partos com corte de transmissão vertical, que resultaram no nascimento de igual número de bebés que estão a ser acompanhadas e encontram-se na fase final do teste definitivo, para comprovar o seu estado. A maternidade Provincial da Lunda-Sul presta serviços de banco de urgência, vacinação e partos garantido por 73 enfermeiros e seis médicos, sendo dois ginecologistas e quatro clínicos gerais.

error: Content is protected !!