Prelado clama pela reabilitação da estrada de Massangano

O porta-voz da 9ª edição da peregrinação ao Santuário de Nossa Senhora das Vitórias, Frei Ângelo Kiami, apelou nesta Sexta-feira às autoridades da região na província do Cuanza-Norte, no sentido de reabilitarem a via de acesso à sede comunal de Massangano, um percurso de 20 quilómetros, para estimular o desenvolvimento da circunscrição

Em declarações à Angop, momentos antes da abertura da peregrinação anual ao Santuário de Nossa Senhora das Vitórias, que decorre até Domingo, o prelado católico disse, que o estado degradante da via tem desencorajado muitos fiéis a afluírem à localidade. De acordo com Frei Angelo Kiami, a reactivação do santuário, em 2011, após mais de duas décadas de abandono, simbolizou o contributo da Igreja no desenvolvimento social da com alegria a nossa fé”, cuja cerimónia de abertura aconteceu na noite de Sexta-feira (9), com a realização de uma missa solene, presidida pelo Bispo da Diocese de Ndalatando, Dom Almeida Canda, numa homilia com cerca de 6 mil fiéis, provenientes das 18 paróquias de Angola.

Massangano é uma pequena vila situada no estreito entre os rios Kwanza e Lucala, habitada por perto de 400 pessoas, na sua maioria camponeses e pescadores. O porta-voz da 9ª edição da peregrinação ao Santuário de Nossa Senhora das Vitórias, Frei Ângelo Kiami, apelou nesta Sexta-feira às autoridades da região na província do Cuanza-Norte, no sentido de reabilitarem a via de acesso à sede comunal de Massangano, um percurso de 20 quilómetros, para estimular o desenvolvimento da circunscrição comunidade e, como tal, gostaria ver o gesto complementado com a melhoria de outros serviços. “Mais do que a preocupação da Igreja, seria bom que o governo aproveitasse este movimento para melhor difundir a dimensão social, histórica ou cultural de Massangano, antiga capital provisória de Angola, por altura da colonização”, disse. Na presente edição, que decorre sob o lema “Com nossa Senhora das Vitórias celebremos

error: Content is protected !!