A pergunta de Zoe e a meia-verdade

Há uma palavra, ou sugestão que não falta nas capas das revistas “femininas” ou cor-de-rosa ocidentais: sexo. Ele vem de todas as formas, se não é sobre como se lhe tirar mais prazer é sobre como dar mais prazer, etc., com morango, com azeite, com o que for, mas está sempre presente, há décadas. depois de conversar sobre o assunto com o seu namorado da época, em 2016, a jornalista americana Zoe Mendelson decidiu fazer uma pergunta ao google: “as mulheres ejaculam?” E de lá para cá, bem, ela e uma colega criaram a página pussypedia, tudo em torno da dita cuja. São milhares as visitas à página, as contribuições, os artigos, e ela continua a dizer não ter ainda recebido as respostas certas. ou seja, o corpo feminino continua a ser um mundo por descobrir (se calhar ainda bem, dirão alguns), uma aventura, apesar da chamada revolução sexual, da emancipação, da igualdade de gênero e de todos os movimentos feministas, alguns deles sem saber bem o que fazem também. Numa entrevista à bbC, a jornalista diz não ser necessária uma penepedia porque o corpo da mulher é que não foi sufi cientemente estudado. Meia-verdade, acho eu. A noção que os homens têm sobre o seu corpo resume-se ao volume e a maior parte jamais juntou o físico a mente, ao prazer propriamente dito. A diferença é que os homens não têm de fazer a pergunta que Zoe colocou ao google, quanto ao resto, para a maior parte, o conhecimento só mesmo nos mapas de anatomia.

error: Content is protected !!