Primeira universidade privada do Cunene arranca em 2020

A primeira instituição privada de ensino superior na província do Cunene começa a funcionar no ano acadêmico 2020, avançou Quintafeira, em Ondjiva, o director administrativo da mesma, Mário Lumbamba. Localizada na cidade de Ondjiva, o Instituto Superior Politécnico Sul conta com 20 salas de aulas e capacidade para dois mil 100 estudantes em três turnos, ministrando cursos de Direito, Contabilidade e Administração, Engenharia Agropecuária, Informática e Hotelaria e Turismo.

Em construção desde 2014, a infra-estrutura recebe trabalhos finais nas áreas de serviços administrativos, laboratórios de química e biologia, biblioteca e anfiteatro. Mário Lumbamba, que falava à Angop no final da visita realizada pelo Conselho Provincial de Juventude do Cunene, explicou que as condições ligadas ao apetrecho da instituição estão garantidas e vão oferecer dignidade aos estudantes e docentes. O responsável fez saber que estão a trabalhar com o Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação visando a legalização do Instituto Superior Politécnico Sul.

O secretário executivo interino do CPJ no Cunene, Marcelino dos Santos, disse que o acesso ao ensino superior tem sido difícil, mas a entrada em funcionamento deste instituto vai facilitar a situação. A província do Cunene conta desde 2009 com duas instituições do ensino superior públicas, nomeadamente a Escola Superior Pedagógica e o Instituto Superior Politécnico, localizados em Ondjiva, que oferecem os cursos de Biologia, Engenharia Hidráulica, Agropecuária Analises Clínicas.

error: Content is protected !!