Mais um assassino fugiu da cadeia no Bengo

O Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa da Delegação do Minint (Ministério do Interior) no Bengo, comunicou hoje (Terça-feira) que por volta das 12h00 do dia 19.08.19, ontem o Estabelecimento Penitenciário do Caboxa no Bengo, registou a fuga de um recluso identificado por Agostinho Joaquim Adão, n°98719, condenado na pena de 14 anos de prisão maior por prática do crime de homicídio voluntário, afecto ao processo n°643/07, julgado pelo tribunal Provincial de Luanda.

Segundo a nota daquele gabinete enviada a imprensa, os factos, terão ocorrido, quando o prófugo, se ausentou do seu local de trabalho na área dos aviários, onde estava enquadrado em “trabalho socialmente útil”.

 

A Delegação do Minint no Bengo garante que através dos seus órgãos operativos está a envidar todos os esforços “para trazer de volta o prófugo ao Estabelecimento Penitenciário do Caboxa” e reitera o seu compromisso na manutenção da ordem, assim como em fazer cumprir as penas aplicadas pelos tribunais aos cidadãos em conflito com a lei. Por fim, a nota diz ter sido já aberto um inquérito para se apurar os factos.

Neste ano contam-se pelo menos seis reclusos tidos como homicidas perigosos evadidos das cadeias de Luanda e Bengo, mas o número poderá ser maior se somados aos de ouras regiões.

error: Content is protected !!