Ante-estreia do novo filme de Tony Nguxi é apresentado Terça-feira em Luanda

A longa-metragem com o título “Imoshi” foi inspirada na recomendação da União Africana, sobre “Re-imaginar África, os laços que nos unem!”, adoptado pela Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) – “Rumo ao Futuro comum!”

“Imoshi”, a nova criação do realizador angolano António Augusto “Tony N’guxi”, tem a sua ante-estreia marcada para as 17 horas de Terça-feira, 27, no Anfiteatro Afonso Van-Dúnem Mbinda, da Fundação Sagrada Esperança.

A sessão estará reservada apenas a convidados, uma vez que a exibição pública será anunciada no dia do evento. Com bases científicas sólidas sobre um passado comum, o objectivo do filme é levar a sociedade angolana, africana e mundial, a uma análise sobre o percurso antropológico ancestral e a perspestiva do futuro no presente. Inspirado na recomendação da União Africana, sobre “Re-imaginar África, os laços que nos unem!”, adoptado pela Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) – “Rumo ao futuro comum!”, o filme tem a duração de 100 minutos.

A película retrata a história do regresso de 900 anos à Kawewe, local onde os ancestrais N’gola Kiluanje, Kelemá e Sakuyema definiram a estrurura sócio-linguística dos Estados de Angola e a expansão dos povos bantu, pelo território actualmente conhecido por SADC. Narrado pelo jornalista angolano Pedro Neto, o documentário versa os ramos da cultura, história e ciência e foi interpretado por activistas de oito países, nomeadamente Dionísio Sozinho (Angola), Mothusi Maselesele (Botswana), Isaac Dladla (Eswatini, ex-Suazilândia), Rethabile Mpiti (Lesotho), Emelva Dine (Moçambique), Mervin Claasen (Namíbia), Busisiwe Msimango (África do Sul) e Marian Kunonga (Zimbabwe).

A apresentação do evento será da responsabilidade do jornalista Ladislau Silva e contará com a apresentação da visão estratégica de comparticipação corporativa e institucional do empresário e antigo director de Comunicação e Imprensa da Endiama, Sebastião Panzo. Estarão presentes no evento representantes da Fundação Sagrada Esperança, do corpo diplomático acreditado em Angola, representantes de universidades e outras instituições de ensino superior, empresas angolanas e estrangeiras, especialistas de várias áreas das ciências, associações, investigadores científicos e pesquisadores culturais, críticos, jornalistas e demais convidados.

O autor

Tony N’guxi nasceu no Luena, cidade do Moxico, e é autor de vários trabalhos discográficos, documentários televisivos, cinematográficos e obras literárias. Actualmente, o também músico tem dedicado o seu maior tempo aos projectos culturais e é o Presidente Honorário do Projecto “Imoshi – SADC”. Akwafrica Produções vai apresentar a ante-estreia do filme “Imoshi”, uma longa metragem de 100 minutos inspirado na recomendação da União Africana e da SADC.

error: Content is protected !!