Carta do Leitor: Falta de contador cria pânico na Sapú

Caro director do jornal O pAÍS, é com enorme satisfação que lhe escrevo. Vivo no bairro da Sapú II, município de Viana, província de Luanda.

Estou bastante preocupada com o sistema de cobrança do consumo de energia que é efectuado no meu bairro. Ora bem, na Terça-feira, 20 deste mês, aproveitando a minha merecida folga, decidi chegar até ao posto de cobrança da  ENDE.

Já no local, a jovem que estava de serviço disse-me: “minha senhora deves pagar os 5100 kwanzas da energia que consumiste e mais de dez mil para a taxa de recolha de lixo. Aí! A minha cabeça começou a doer, porque não entendia nada sobre o valor da tal recolha do lixo. Senhor director, na minha zona não há contentor para se depositar o lixo, nem os carros das empresas de limpeza lá passam. Agora me questiono: quem está a brincar com outro, é o Governo ou a ENDE? Caro director do jornal OpAÍS, é apenas para teres noção do abuso, falta de respeito e falta de profissionalismo da ENDE. para acabar com esta anarquia, em nome dos moradores da Sapú II, desafio a direcção da empresa supracitada para instalar contador pré-pago, de modo a o cliente consumir energia com total controlo sobre os gastos e sem necessidade de receber factura no final do mês com números inventados pela crise financeira que o país atravessa. Tenho visto nos bairros onde este serviço já funciona, o valor da factura só altera de acordo com o consumo que o cliente vai fazendo.

Patrícia Adilson Teca

Sapú/Luanda

error: Content is protected !!