Angola e São Tomé e Príncipe reforçam cooperação

O Presidente da República, João Lourenço, avaliou nesta Sexta-feira, em Luanda, com o primeiro-ministro são-tomense, Jorge Bom Jesus, as “históricas” relações de cooperação entre os dois países

Em declarações à imprensa, no final de um encontro privado, no âmbito da visita de 48 horas a Angola, Jorge Bom Jesus disse haver interesses comuns na cooperação, com realce para a exploração petrolífera em São Tomé e Príncipe. Lembrou que a petrolífera angolana SONANGOL explora, neste momento, vários blocos na Zona Económica Exclusiva são-tomense.

Jorge Bom Jesus felicitou o Presidente João Lourenço pelos bons ofícios na prevenção de conflitos e preservação da paz em África, tendo destacado a mediação no encontro de Quarta-feira, em Luanda, para a pacificação das relações entre o Rwanda e o Uganda. Jorge Bom Jesus afirmou que o encontro serviu, também, para a concertação política e diplomática sobre dossiers mundiais, como o de alterações climáticas e das reformas nas Nações Unidas.

Primeiro-ministro desde Novembro de 2018, Jorge Bom Jesus já visitou Angola em Fevereiro deste ano, no quadro do reforço da cooperação entre os dois países. Angola e São Tomé e Príncipe ru-bricaram, em 1995, um acordo de Protecção Recíproca de Investimentos, visando a criação de condições favoráveis para estimular as iniciativas privadas e intensificar a cooperação económica entre os dois Estados.

No quadro dessa parceria, alguns investimentos angolanos foram realizados em São Tomé e Príncipe, entre os quais a compra, em 1990, da fábrica de cerveja Rosema, através de um investimento conseguido, via concurso público internacional, pelo empresário Melo Xavier. Os dois países, que cooperamnos domínios político, diplomático e económico, são membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) e dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP).

error: Content is protected !!