INE destrói material usado no Censo 2014

O Instituto Nacional de Estatística (INE) iniciou ontem, Sextafeira, 23, o processo de queima de duas mil oitocentas toneladas de papel (inquérito) utilizado durante o Censo 2014. O referido material utilizado no Censo 2014 encontrava- se guardado em cerca de 14 mil caixas sob a protecção dos efectivos da Polícia Nacional e do corpo de bombeiros. O processo de queima dos papéis será executado pela empresa Cimangola, por possuir técnicas e equipamentos que garantem a protecção do meio ambiente.

Em declarações à imprensa, o director-geral adjunto do INE, Paulo Fonseca, realçou que após o processamento dos dados recolhidos, todos os questionários preenchidos e instrumentos de notação utilizados, sem excepção, foram armazenados, obedecendo condições de segurança previstas na Lei do Sistema Nacional de Estatística, de modo a preservar a confidencialidade dos dados dos indivíduos recenseados.

O responsável assegurou, por outro lado, que o INE optou pela incineração destes documentos, um processo que submete os papéis a temperaturas elevadas, fazendo com que sejam queimados até à destruição completa dos dados armazenados. Por sua vez, a engenheira Irina Monteiro afirmou que os questionários e os instrumentos de notação em papel do Censo de 2014 vão ser queimados numa temperatura de 1500 graus. Referiu estarem criadas as condições para que, em 20 dias, possam efectuar a destruição de todo o material.

error: Content is protected !!