Bispo denuncia mulheres que extorquem maridos em troca de relações íntimas

O bispo da Igreja de Nosso senhor Jesus Cristo no Mundo (iNsJCM), “Os Tocoistas”, Dom Afonso Nunes, denunciou neste Domingo,25, em luanda, haver mulheres casadas que obrigam os seus maridos a pagarem dinheiro para fazerem relações íntimas

Sem revelar o número, disse que nos últimos meses tem estado a receber frequentes queixas de homens cujas mulheres fazem estas exigências, atitude que considerou contrária à doutrina da igreja que dirige. O prelado mostrou-se preocupado e condenou esta situação, que considerou como uma forma abusiva de chantagem e extorsão, é atentatória aos princípios da doutrina cristã. “ Tenho estado a receber muitas queixas de homens casados cujas mulheres exigem dinheiro para ficarem com eles no quarto”, denunciou, para quem esta situação está a tomar contornos imprevisíveis nos últimos tempos. Dom Afonso Nunes disse que a comunidade cristã deve ser o modelo da sociedade em todo os aspectos positivos, daí a necessidade de se cultivar permanentemente o amor e o perdão, entre os casais. “Se há problema de quarto, deve prevalecer o diálogo no casal, e não procurar outras formas de chegar ao ponto de pedir dinheiro”, apelou.

Falando na homília da cerimónia da celebração de seis casamentos colectivos, realizado na Igreja Central, no Golfo 2, o bispo pediu aos seus fi éis a abstenção imediata desta prática, para se evitar a derrocada de laços matrimoniais. “Nenhuma mulher deve exigir nada ao seu marido, assim como o marido à sua mulher, apelou, avançando que caso prevaleça, esta situação poderá colocar em risco vários casamentos e provocar desestruturação familiar.

Durante a sua intervenção, disse ser necessário que os casais desfrutem, de acordo com o que Deus orienta nas sagradas escrituras. “ Faça amor hoje com a sua mulher, porque a mocidade passa”, sublinhou. Mais amor e perdão Aos recém-casados, o bispo pediu amor, perdão e união, realçando não ser tarefa fácil nos dias de hoje suportar casamentos e criar filhos, tendo em conta a actual situação sócio-económica que o país está a atravessar. Aconselhou-os a resolver internamente qualquer inquietação, mas sempre na base do amor e do perdão para se manter uma relação matrimonial sã e duradoura.

Os casamentos colectivos deste Domingo, realizaram-se em homenagem a 22 de Agosto de 1949, dia do enlace matrimonial do fundador desta Igreja, o profeta Simão Gonçalves Toco, com a sua esposa, Maria Rosa Toco, sendo esta data consagrada como o dia dos casados a nível da igreja tocoísta.

error: Content is protected !!