Cidades terão placares com indicação diária do tempo

O Instituto nacional de Meteorologia e geofísica (inAMEt) vai colocar, em algumas cidades do país, nos próximos anos, placares electrónicos com a indicação diária do tempo, nomeadamente temperaturas, velocidade do vento e humidade das localidades escolhidas

Em entrevista, a respeito do Fórum da SADC sobre Clima, o director- geral da instituição, Domingos José do Nascimento, que não entrou em grandes detalhes sobre o assunto, o INAMET tudo fará para que a informação meteorológica chegue aos cidadãos de forma simples e clara. O responsável falava em exclusivo à ANGOP e disse que. além dos órgãos de comunicação social, vaise utilizar também as redes sociais por serem um bom veículo de difusão da informação, mas desde que estejam bem estruturadas, para se evitarem falsas informações. “Vamos trabalhar com os governos provinciais e municipais, para identificarmos os pontos focais nestas localidades e aí melhorar a informação ao cidadão”, sublinhou, salientando que a acção poderá estender-se em locais de realização de eventos a céu aberto.

Por outro lado, referiu que a aprovação, em 2018, pelo Executivo do programa de modernização do INAMET visa sobretudo estender uma rede de observação de elementos de medição com estações meteorológicas, centros de previsões mais modernos e passar, em sete anos, de 50 estações para 700. Explicou que esse processo terá início em 2020 com a instalação de 72 estações meteorológicas automáticas em vários pontos do país, com vista a apoiar também a agricultura e outras actividades que dependem de informações meteorológicas para se efectivarem. Adesão de Angola à MASA De acordo com o director-geral do Instituto Nacional de Meteorologia e Geofísica (INAMET) que o processo de ratificação, por Angola, dos Estatutos para a adesão ‘Associação de Meteorologia da África Austral (MASA) está em curso e pode acontecer nos próximos tempos. Reafirmou que se está a trabalhar neste processo e cada país tem a sua realidade, cumprindo com as tramitações existentes para a ratificação do documento, pois tem que passar pelo Ministério das Relações Exteriores e depois ser aprovado em Conselho de Ministro. Domingos Nascimento disse que não pode avançar com um horizonte temporal, já que o processo não está no domínio do Instituto Nacional de Meteorologia e Geofísica, nem do Ministério de tutela, mas a correr a tramitação habitual.

O INAMET, tutelado pelo Ministério de Telecomunicações e Tecnologias de Informação, tem como objectivo contribuir para a protecção de vidas e de bens e apoiar no desenvolvimento sustentável do país por meio de informação meteorológica e geofísica confiável.

error: Content is protected !!