nova sondagem põe Sanders e Warren à frente de Biden entre os democratas

Pela primeira vez, numa sondagem nacional, o ex-vice de barack obama não lidera a corrida nas primárias do partido Democrático

A mudança nos favoritos à nomeação para a candidatura presidencial do Partido Democrático nos EUA é substancial, revela a sondagem da Universidade de Monmouth divulgada na Segunda-feira, 26. Ao mesmo tempo, os números registam uma subida importante dos senadores Bernie Sanders (Vermont) e Elizabeth Warren (Massachusetts), e uma descida acentuada do até agora líder destacado, o ex-vice Presidente Joe Biden. Sanders e Warren lideram, agora, a sondagem com 20% das intenções de voto. Biden surge em terceiro lugar, com 19% – apesar de todos se encontrarem, tecnicamente, empatados, dada a margem de erro da sondagem (5,7%). A queda de Biden é significativa.

Em Junho, liderava esta mesma pesquisa com 34% das intenções de voto. Desde então perdeu apoios em quase todas as demografias avaliadas: votantes brancos (passou de 32% para 18% nas preferências); negros e latinos (de 33% para 19%), votantes sem educação universitária (de 35% para 18%), e com graus académicos (de 28% para 20%), nos homens (de 38% para 24%), nas mulheres (de 29% para 16%), nos votantes com menos de 50 anos (de 21% para 6%) e também nos que têm mais de 50 anos (de 42% para 33%). Embora continue a ser uma lista grande, a dos candidatos democratas, há também uma seleção cada vez mais clara. Abaixo dos três líderes estão agora a senadora da Califórnia Kamala Harris (8%), o senador de Nova Jérsia Cory Booker (4%), o autarca de South Bend Pete Buttigieg (4%), o empresário Andrew Yang (3%). Com 2% finalizam a lista Julián Castro, Beto O”Rourke e Marianne Williamson. Este valor-limite, de 2%, tem uma importância prática para a campanha: só os candidatos que consigam esse valor em quatro das sondagens nacionais reconhecidas pelo partido (esta é uma delas) e que consigam recolher donativos de mais de 130 mil cidadãos, podem estar representados nos debates televisivos. Patrick Murray, director do instituto de sondagens da Universidade de Monmouth, considera que “o principal resultado desta pesquisa mostra que a corrida democrata se tornou volátil. Os eleitores moderados, parecem estar a expressar dúvidas sobre Biden. Mas eles estão a preferir um dos candidatos mais à esquerda, com muita notoriedade, e não um candidato menos conhecido que poderia estar mais alinhado com eles politicamente”.

Murray acrescenta uma salvaguarda: “É importante ter em conta que esta é apenas uma foto de um momento na pesquisa.” A sondagem Monmouth é a primeira sondagem nacional que não coloca Biden à frente das intenções de voto. Uma pesquisa da CNN/ SSRS, realizada entre 15 e 18 de agosto, citada pelo Politico, apresenta Biden com 29%, significativamente à frente de Sanders (15%) e Warren (14%). A pesquisa Monmouth, realizada entre 16 a 20 de Agosto, entrevistou 298 eleitores democratas.

error: Content is protected !!