Angola prepara centro de quarentena para o ébola

Uma área para implantação de um centro de quarentena para pessoas suspeitas de casos do ébola foi identificada na comuna de Mangando, localidade fronteiriça do município de Marimba em Malanje com a República Democrática do Congo.

As medidas profiláticas orientadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pelos Centros de Controlo e Prevenção de Doenças foram reforçadas no posto fronteiriço de Tembo-A-Luma apesar de a província não registar qualquer contaminação.

O vice-governador para o sector político, económico e social, Domingos Manuel Eduardo, liderou uma comissão multissectorial que avaliou o grau de prontidão das equipas instaladas nos pontos de fronteira afirmando que apesar de não se ter registado qualquer caso “não podemos baixar a guarda”.

Manuel Eduardo disse o estado de prontidão “ainda não é desejável”.

A RDC e Angola em Malanje compartilham uma fronteira comum fluvial de 147 quilómetros, e a missão dos últimos dias veio reformular a estratégia para a triagem das pessoas que entram par ao território nacional.

Yolanda Mote chefe do departamento provincial de Saúde Pública do Gabinete Provincial da Saúde disse que estão criadas as condições para triagem.

“Foi feita uma avaliação em diversas localidades, foi avaliada a situação para colocar o espaço para quarentena, fomos ver como podemos fazer a triagem do pessoal que entra e o nível de preparação dos equipamentos”, disse.

(VOA)
error: Content is protected !!