Basquetebol/Mundial2019: Voigt “justifica” derrota

O treinador da selecção nacional de basquetebol, Willian Voigt, desdramatizou o desaire de segunda-feira (61-92) frente à Itália, considerando os próximos jogos mais importantes.

“Os próximos jogos são provavelmente os mais importantes para nós. Tivemos duas derrotas pesadas, mas temos de seguir em frente, estar focados e fazer o nosso melhor, para pudermos vencer”, disse à imprensa no final do encontro, no Centro Internacional dos Desportos de Foshan.

Na sua opinião, embora o adversário tivesse vantagem considerável, a equipa podia fazer melhor, controlar mais a bola, pois criou condições para os lançamentos, no entanto, pouco assertivos.

Argumentou que a prestação derivou, por um lado, elevadas perdas de bola, cujo adversário soube tirar proveito, e, por outro, nos lançamentos falhados, sector em que Angola tentou 47 e converteu 23 nos dois pontos (49%), marcou somente dois triplos em 18 tentativas (11%) e acertou nove dos 15 lances livres a que teve direito (60%).

Questionado sobre a ineficiência da selecção, generalizou ser um problema actual do basquetebol angolano, referindo, a título de exemplo, as percentagens de lançamentos nos jogos do campeonato interno, mas não avançou números desta prova nacional.

Portanto, prosseguiu, fica difícil para a selecção nacional, porque não tem os jogadores o tempo suficiente para trabalhar especificamente no aprimorar de lançamentos.

“Isso deve ser feito nos clubes. Nós recebemos os jogadores e trabalhamos os conceitos de jogo, mas os jogadores têm de estar preparados e ter habilidade para jogar ao mais alto nível”, disse, reiterando que o processo de desenvolvendo individual de atletas não é feito na selecção.

Com dois pontos na terceira posição da série D, Angola defronta as Filipinas, quarta-feira, no fecho da fase de grupos, e depois disputa as classificativas do 17º ao último posto (32º), nesta prova em que persegue o melhor desempenho entre os cinco países africanos para se qualificar aos Jogos Olímpicos de Tokyo 2020, no Japão.

error: Content is protected !!