País ganha primeira fábrica de Jóias

Orçada em cinco milhões de dólares, a fábrica que se dedica a todo o tipo de jóias, como anéis, fios e mascotes foi inaugurada ontem, em luanda, pelo ministro dos Recursos Minerais e Petróleos, diamantino Azevedo

Denominada Pedras Rubras, a nova unidade está instalada na Maianga, numa área de 1.485 metros quadrados e dedica-se à produção de peças como anéis de noivados, pulseiras, brincos, fios, mascotes e alguns arranjos especializados, como o aumento e diminuição de jóias. A empresa existente há um ano, o mesmo tempo que a fábrica de lapidação, empregando, numa primeira fase, 144 trabalhadores, dos quais 10% expatriados.

A linha de produção está equipada com tecnologia de ponta, colocando a nova unidade no topo do sector. O director-geral da Pedras Rubras, Hélder Milagre, acredita ser possível a transformação quer do ouro quer do diamante e na exportação de produtos acabados A fábrica, para além de criar mais postos de trabalho, vai permitir a angariação de mais receitas para o Estado.

Segundo o gestor, há três anos, a comercialização de diamantes brutos no mundo chegou a render um total de 12 mil milhões de dólares, no entanto, depois de serem lustrados e passarem a jóias, a venda ao público rendeu cerca de 140 mil milhões de dólares.

Para já, alerta para a necessidade dos empresários nacionais entrarem para o ramo da joalharia, além da exportação do diamante bruto, que no caso de Angola ronda os mil milhões de dólares. Para Hélder Milagre, para que o negócio se mantenha a sustentável é necessário, entre vários pressupostos, que a venda de diamantes seja regularizada e sem especulações, assim como o acesso a divisas por parte da banca nacional.

Por sua vez, o ministro dos Recursos minerais e Petróleos, Diamantino Azevedo, disse que o Executivo sempre teve uma atenção primordial quanto aos aspectos ligados aos diamantes no país. Desta feita, a primeira medida, de acordo com o governante, foi olhar para a comercialização dos diamantes e só depois para o modelo de governação do sector mineiro e para a Endiama. Relativamente ao modelo, foi alterado o modelo de governação das empresas públicas e do sector, estando o Governo a trabalhar no sentido de criar um modelo em parte similar ao já implementado no sector dos petróleos.

error: Content is protected !!