Agente da PN suicida-se depois de atingir mortalmente cidadão que o agrediu

Um agente da Polícia Nacional suicidou-se, por disparo com arma de fogo, na tarde da passada de terça-feira, no município do Nóqui, província do Zaire. Trata-se de André António, de 44 anos de idade, colocado na 3ª Unidade da Polícia de Guarda Fronteira no município fronteiriço com a República Democrática do Congo (RDC).

De acordo com o porta-voz do Comando Provincial do Zaire da Polícia Nacional, inspector-chefe Luís Bernardo, o facto ocorreu no bairro Kinguvu, destacamento da Polícia de Guarda Fronteira na região.

Luís Bernardo explicou que o agente suicidou-se depois de ter atingido mortalmente um cidadão suspeito de ter entrado ilegalmente no país, que, antes do ocorrido, agrediu-o para tentar escapar da prisão.

“Em função do acidente, o agente entendeu suicidar-se”, explicou o porta-voz da corporação, que disse tratar-se do primeiro caso, este ano, no seio dos efectivos destacados ao longo da fronteira com a RDC.

A província do Zaire partilha 330 quilómetros de fronteira com a região do Congo Central, República Democrática do Congo (RDC).

 

error: Content is protected !!