Suspenso recadastramento dos antigos combatentes

O processo de recadastramento e prova de vida dos antigos combatentes e veteranos da pátria, iniciado a 26 de Agosto, em Malanje, foi suspenso, ontem, devido à falta de condições técnicas e materiais.

A informação foi dada pelo director do Gabinete Provincial dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria, Ananias Gomes, referindo que a suspensão decorre de uma orientação do Ministério das Finanças e será por um período indeterminado, até que se criem as condições necessárias para a sua retomada.

Em declarações à Angop, o responsável não avançou a data provável, mas referiu que a campanha será retomada, pelo que apelou para a calma e paciência aos beneficiários. O Ministério dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria pretende, com o recadastramento e prova de vida, aferir a capacidade física dos pensionistas, no sentido de se avaliar a possibilidade destes continuarem a receber ou não a pensão mensal de 23 mil kwanzas.

O processo teria a duração de 6 meses, com previsão de cadastramento de 3 mil e 698 pensionistas ao nível da província de Malanje, entre ex-combatentes, órfãos e viúvas de guerra e ascendentes e acompanhantes desses. Pelo país, a campanha prevê registar, até ao próximo ano, 79 mil e 809 antigos combatentes, 22 mil e 925 deficientes de guerra, 45 mil e 754 órfãos de guerra, 9 mil e 201 viúvas, 3 mil e 650 ascendentes e 961 acompanhantes.

error: Content is protected !!