PR vai reinaugurar centro ortopédico de Viana a 17 de Setembro

Zona Economica Especial ZEE Data:11 de Fevereiro 2019 Foto:Carlos Aguiar

O Presidente da República, João Lourenço, vai reinaugurar no dia 17 deste mês o Centro Ortopédico Regional de Reabilitação Polivalente de Viana(CORRPV), arredores de Luanda

Por:Ireneu Mujoco

A informação foi prestada à imprensa, esta semana, pelo director deste cent ro, David Abel, no final da visita efectuada por uma delegação da Associação das Federações de Pessoas Portadores de Deficiência(AFAPED), encabeçada pelo seu presidente, Pedro Matos. Presentemente, o centro está a beneficiar de trabalhos de reabilitação de algumas dependências e ampliação de outras, com destaque para a construção de mais pavilhões para a melhoria do atendimento aos pacientes. A reinauguração enquadra se nas comemorações do Dia do Herói Nacional, a assinalar-se a 17 de Setembro, homenageando a data do nascimento do primeiro Presidente de Angola, Agostinho Neto, que, se estivesse em vida, completaria 97 anos. Com a capacidade de atendimento diário para mais de 400 pacientes, o centro está vocacionado para a reabilitação física de pessoas com deficiência e prestação de assistência médica a população em geral.

O objectivo do Centro Ortopédico Regional Polivalente de Viana, segundo David Abel, é também fazer com que as pessoas, mesmo impossibilitadas de exercerem algumas das suas potencialidades, possam ter a sua reinserção sócio comunitária e participarem em actividades multidisciplinares. Informou que a maior parte dos doentes que acorrem àquele centro são os acometidos por Acidente Vascular Cerebral (AVC), incluindo jovens em idade produtiva e reprodutiva.

Serviços Este centro, para além de estar vocacionado para a reabilitação física, realiza também consultas de ortopedia, acupunctura, psicologia, cardiologia, clínica geral, medicina interna, neurologia, fisiatria, fisioterapia, de fectologia e urologia, análises clínicas e outras. No que concerne aos serviços de reabilitação, estes estão divididos em seis grupos, havendo também oficinas de sapataria, prótese e órtese. Pleno funcionamento Por outro lado, David Abel tranquilizou o presidente da Associação das Federações Portadores de Deficiência (AFAPED) dizendo que o centro não vai paralisar, contrariando informações postas a circular nas últimas semanas.

O responsável respondia assim a inquietações apresentadas por Pedro Matos, que davam conta de um eventual encerramento decorrente da fase de reabilitação. Disse que a fase em obras não impede o funcionamento do centro, por se tratar de obras de melhoramento que incluem a construção de rampas para acesso aos deficientes com cadeiras de rodas. Refira-se que nesta visita, a delegação encabeçada por Pedro Matos integrou também membros da Associação dos Mutilados Militares de Guerra (AMMIGA), que constataram o funcionamento do centro através de uma visita guiada.

error: Content is protected !!