Vice-presidente recebe autor do livro “Kayak the Kwanza

O vice-presidente da República, Bornito de Sousa, recebeu ontem, Sábado, o investigador britânico Oscar Scafidi, autor do livro “Kayak the Kwanza”, com quem abordou questões de interesse geral. Professor de história e filosofia, Oscar Scafidi realizou em Junho de 2016, na companhia do também britânico Alfy Weston, uma expedição de quatro semanas ao Rio Cuanza, a bordo de uma canoa (caiaque) de madeira.

A aventura culminou mais tarde com uma distinção do Guiness World Book (livro de recordes). Oscar Scafidi está “imortalizado” no livro dos recordes por ter percorrido os mil e 300 quilómetros que separam a nascente do Rio Cuanza, província do Bié, da sua foz no Oceano Atlântico, em 32 dias, tempo nunca antes alcançado. Durante o encontro com Bornito de Sousa, o investigador britânico ofereceu um exemplar do livro (Kayak the Kwanza) lançada em Março deste ano, em Londres (Inglaterra). Com 206 páginas, escrito em Inglês, Kayak the Kwanza, que teve uma tiragem de duas mil cópias, mostra ao mundo os encantos do Rio Cuanza, segundo Oscar Scadifi, que falou à imprensa à saída da audiência concedida pelo vice-presidente Bornito de Sousa. “Foi uma experiência fantástica, mas também muito perigosa pela diversidade da fauna e flora”, sublinhou a propósito da expedição ao Cuanza.

A aventura de Oscar Scafidi e Alfy Weston pelo Cuanza deu igualmente lugar ao documentário “Kayak the Kwanza”, apresentado em festivais de cinema no Reino Unido, nos EUA, no Canadá, na Austrália e no Chipre. Segundo Oscar Scafidi, 25 por cento do resultado das vendas do livro será revertido para o programa de desminagem em Angola, por via da Organização Não Governamental de Desminagem “ The Hello Trust”.

error: Content is protected !!