Crianças na Huíla disputam concurso de soletração em dia dedicado à alfabetização

Hoje, dia 08 de Setembro, celebra-se o Dia Internacional da Alfabetização. Em homenagem a esta efeméride, uma organização de jovens da província da Huíla, inspirada na iniciativa de Naira Wylson, professora, decidiu realizar, às 15 horas, no Shopping XYAMI do Lubango, a final do concurso “Soletrar Huíla”

Por:Israel Campos

“Soletrar Huíla” faz parte do projecto “Ler, Crescer e Aprender” que visa criar e incentivar hábitos de leitura bem como promover motivos de lazer no seio das crianças da província da Huíla, através da realização de concursos de soletração, construção de bibliotecas nas comunidades e colocar baloiços nos bairros, segundo nos disse Manuel das Mangas, membro da organização do evento.

O concurso de soletração foi lançado no passado mês de Julho, via publicações nas redes sociais e outros, o que resultou na inscrição independente de 11 crianças de distintas escolas da província, sendo que uma viuse impossibilitada de concorrer por ter uma idade inferior à exigida nos critérios de inscrição.

A primeira eliminatória aconteceu no dia 18 de Agosto, também no Shopping XYAMI Lubango, e registou uma presença significativa de encarregados de educação, professores e interessados. Nesta fase, foram eliminadas, das 10 iniciais, 6 crianças, pelo que as 4 restantes apuraram- se para disputar a vitória na grande final de hoje. Belmira Satumbula, França Sacato, Carla Tchiteculo, todas de 10 anos de idade, e Crisnísia Carlos, a mais velha, de 13 anos, são as 4 finalistas que irão disputar os primeiro, segundo e terceiro lugar da competição.

Os apoios anónimos e de algumas instituições garantiram prémios atractivos para os participantes, tais como cursos de inglês e outros artigos. Manuel das Mangas, pela organização, assegurou que se pretende que esta iniciativa seja de carácter anual, desvendando- nos, em exclusivo, a intenção de organizar, ainda este ano, um concurso de soletração mais abrangente que deverá seleccionar crianças dos 14 municípios que constituem a província da Huíla. A título de apelo, Das Mangas acredita que é muito importante que mais iniciativas deste género nasçam em outros cantos do país, concluindo dizendo que “imitações do projecto são muito bem-vindas”.

error: Content is protected !!