Angola oferece bom ambiente de negócios

A directora da Câmara de Comércio Angola e Brasil, Camila Silva, afirmou em Ondjiva, na província do Cunene, que o país oferece melhores condições de negócios para impulsionar e diversificação da economia

No acto, a responsável explicou que é preciso dar mais conhecimento às pessoas, no sentido de cada um ter informações necessárias para poder criar o seu próprio negócio através de pequenas e medias empresas e assim poder criar empregos.

Fez saber que neste momento a economia de ambos os países está a renascer depois de um período de paralisação, sendo que nesta altura a reactivação do volume de negócios encontra-se na ordem dos 60 por cento dos números que tinham anteriormente. Camila Silva informou que os empresários brasileiros e angolanos investem em vários sectores da economia, como a Industria, mas sem dúvida o sector alimentar tem sido o que os cinco mil associados na câmara Angola procuram mais investir.

Já o empresário Arsénio Eduardo, que teve a iniciativa de organizar o Fórum na província do Cunene, disse que o encontro surge para capacitar, transmitir os conhecimentos e incentivar os novos empreendedores a apostar na diversificação da económica.

Disse que o fórum abordou assuntos relacionados com a questão legal das empresas no exercício das actividades comerciais, porque muitas vezes os empreendedores não sabem como gerir os negócios, bem como a inteiração com a compra de produtos e início de actividades. Por seu turno, o presidente da Câmara de Comércio e Indústria na província do Cunene, Francisco Boleth Sallú, louvou a iniciativa que permitiu munir os empreendedores de conhecimentos actuais face ao desafio do Executivo angolana que recai na aposta da diversificação da economia.

A Câmara de Comércio e Indústria controla, actualmente, 100 empresários ligados ao sector agropecuário, construção civil, prestação de serviços, entre outras áreas da actividade económica.

error: Content is protected !!