Angola perde e falha Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

A Selecção Nacional sénior masculina de basquetebol perdeu ontem com a Tunísia por 84-86 nas classificativas do Mundial que decorre na China. O fracasso do cinco angolano impõe uma reflexão profunda à modalidade

A Selecção Nacional sénior masculina de basquetebol falhou ontem a qualificação directa nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, no Japão.

Nas classificativas do Mundial que decorre na China, o cinco nacional perdeu com a Tunísia por 84-86. Com este resultado, os pupilos de William Voigt fecharam um ciclo envolto em muitos problemas técnicos e administrativos. Na prova, que decorre em solo chinês, o cinco nacional, sem alma desportiva, revelou fracasso.

Na primeira jornada foi cilindrado pela Sérvia por 105-59, numa partida em que Angola não teve argumentos para chegar aos setenta pontos. Com a Itália, na segunda ronda, a Selecção Nacional voltou a perder, desta vez por 61-92. O cinco angolano passou ao lado do saber fazer.

Com o Irão, uma selecção que teoricamente estava ao alcance dos pupilos de William Voigt, Angola voltou a perder por 62-71.Com este fracasso, é ponto assente que o ciclo terminou e aguarda-se por uma mudança radical nas estruturas da Federação Angolana de Basquetebol (FAF). O presidente de direcção, Hélder Cruz, tem a obrigação de explicar publicamente o fracasso da Selecção Nacional no Mundial. Tudo indica que não deve fugir, porque o ciclo olímpico está a fechar e mudanças são necessãrias nas estruturas da FAB.

error: Content is protected !!