Mulheres com prioridade nas linhas de crédito

As mulheres devem recorrer à banca privada em busca de empréstimo, por beneficiarem de proteccionismo nas linhas de crédito disponibilizadas pelo executivo para apoiar o sector empresarial, disse no Cuanza-Sul o secretário do Presidente da República Para o Sector Produtivo, Isaac dos Anjos.

Ao falar com empresários numa jornada de campo de dois dias que desenvolveu na província do Cuanza-Sul, sublinhou que as mulheres devem perder o receio de recorrer ao crédito bancário, pois a vida empresarial assim o exige.

Lembrou que o Executivo disponibilizou ao sector privado mil milhões de dólares da linha de crédito do Eximbank. Isaac dos Anjos referiu que os oito bancos que estão a trabalhar com o Programa de Apoio ao Crédito (PAC) têm disponíveis 150 milhões de dólares para os empresários. Informou também estarem  disponíveis 300 milhões de dólares da linha de crédito do Banco Africano de Desenvolvimento para o sector privado.

Apelou aos empresários a apontarem as dificuldades para que os meios disponibilizados para o sector privado possam ser usados com alguma facilidade.

Quanto às questões ligadas ao subsídio de combustível para o sector agrícola, sugeriu que as negociações com as finanças poderiam ser feitas de forma representativa, sendo que os empresários poderiam pagar o combustível de modo normal, para posteriormente ser restituído o valor do subsídio.

“Já não vamos ter um sector da agricultura que importa os tractores e os distribui, vamos é potenciar os empresários que estão ligados a este tipo de negócios, vamos é criar condições para o acesso ao crédito”, referiu. Por outro lado, Isaac dos Anjos disse que o BNA tem estado a priorizar de modo regular a venda de divisas às empresas para que eles tenham regularmente medicamentos de uso veterinários para animais domésticos
e de criação

error: Content is protected !!