O editorial:Manda a AGT ou o Governo?

Jornal OPaís edição 1595 de 13/09/2019

Os subsídios aos combustíveis para agricultura são insustentáveis, por ser uma despesa que vai se repetir todos os anos”, diz o presidente do Conselho de Administração da AgT, Sílvio Burity. Alguém tem que lhe dizer que sim, porque as pessoas comem todos os dias, porque no campo se trabalha todos os dias e Angola tem de rapidamente parar de importar alimentos de países onde a agricultura é subsidiada.

Estamos a falar dos países mais poderosos do mundo. Com este pensamento, entende-se por que razão os empresários se queixam de a AGT estar a matar as empresas e negócios em Angola. Agora a mira vai para a agricultura. Sonhar que se pode fazer agricultura em Angola graças à energia da rede nacional de electricidade, das duas uma, ou é infantilismo ou coisa pior. um absurdo perfeito. Felizmente, ainda não foi revogado o Decreto Presidencial n.º 84/19, de 21 de Março. o Executivo ainda manda.

error: Content is protected !!