Polícia detém falso agente do SME na Huíla

Um cidadão de 42 anos de idade, desempregado, foi apanhado em flagrante e detido por agentes da Polícia Nacional, na Huíla, quando se fazia passar por agente dos Serviços de Migração e Estrangeiros (SM

O cidadão em causa, detido na tarde do dia 10 de Setembro, fazia-se passar por agente do SME com o objectivo de extorquir dinheiro a cidadãos estrangeiros. A detenção ocorreu no bairro Patrice Lumumba, quando o suposto fiscal do SME foi “flagrado” pelas forças da ordem, em serviço, a tentar extorquir valores monetários a cidadãos estrangeiros proprietários de estabelecimentos comerciais. A Polícia na Huíla, segundo o porta-voz Luís Zilungo, garante ter encaminhado o cidadão ao SIC para os procedimentos processuais. Aquele responsável disse ainda que se registou, no município de Lubango, a detenção de um cidadão de 27 anos de idade, vendedor ambulante, como presumível autor do crime de furto de valores monetários por meio de cartão multicaixa.

O facto aconteceu no bairro Comercial, na via pública, sendo lesado um cidadão de 49 anos de idade, professor, quando o ofendido entregou o seu cartão multicaixa ao acusado para levantar dinheiro. “No plano estratégico de enfrentamento policial foi possível a apreensão de 2 armas de fogo, sendo uma do tipo AKM e a outra uma pistola de marca Walter”, acrescenta. Foram registados um total de 92 crimes de natureza diversa, 75 dos quais esclarecidos, com 62 detidos como presumíveis autores. Dos crimes registados, 29 resultaram da convivência com pessoas conhecidas das vítimas. Por sua vez, as práticas ilícitas dos crimes resultaram em dois homicídios, uma violação sexual e 18 ofensas corporais, em que 14 pessoas foram detidas, 11 roubos e 36 furtos.

error: Content is protected !!