Angola desencoraja xenofobia na África do Sul

Executivo angolano manifestou nesta Sexta-feira preocupação com os recentes ataques xenófobos ocorridos na África do Sul e colocouse à disposição de ajudar o Governo sul-africano a lidar com as causas do fenómeno, e não apenas com as consequências. Em entrevista nesta Sexta-feira à Rádio Vatican News, o ministro angolano das Relações Exteriores, Manuel Augusto, afirmou que face às manifestações de violência, Angola está disponível a ajudar, no quadro da irmandade existente entre os dois povos. O governante, que falava à margem da cerimónia de assinatura do Acordo-Quadro entre a Santa Sé e Angola, expressou o desejo do fortalecimento das relações políticas e diplomáticas entre os dois países. Internamente, Manuel Augusto reafirmou que o Executivo do Presidente João Lourenço mantém a aposta no combate à corrupção, pobreza e seca que assola algumas províncias do sul do país.

leave a reply