Liberais revogam o Brexit se ganharem eleições

Plano foi aprovado pelos liberais democratas numa conferência do partido. Não há eleições marcadas, mas tudo indica que todos as querem. No caso de serem convocadas eleições antecipadas e de os liberais ganharem com maioria absoluta – algo tão improvável como haver fumo branco nos próximos dias sobre os termos de uma saída do Reino Unido da União Europeia -, o partido revogaria imediatamente o Brexit.

O plano foi aprovado pela maioria dos participantes na conferência anual dos liberais democratas, em Bournemouth. De acordo com as linhas aprovadas, os ‘lib dems’ também aceitam avançar com um segundo referendo, com a opção de “ficar” em cima da mesa. Mas a primeira medida seria mesmo revogar o artigo 50 do Tratado da União Europeia, que define os termos da saída da UE por parte de um Estado-membro.

O objectivo, explicou a líder dos liberais, Jo Swinson, citada pelo Guardian, é ser absolutamente claro com os eleitores numa futura eleição, que ainda não tem data marcada nem foi formalmente convocada – mas que muitos no Reino Unido admitem vir em breve, depois da cimeira europeia que ditará o futuro do processo e muito do Governo de Boris Johnson.

Além disso, explicou, seria estranho o partido ter de negociar os temos de uma saída com a qual não concorda. Expresso

error: Content is protected !!