Empresa chinesa de controlo por satélite abre-se ao mercado nacional

Por:Domingos Bento

 A empresa chinesa de serviços de satélite Beidou Shanghai abriu a sua primeira representação em Luanda e prevê, até ao início do próximo ano, estender a sua actividade em todo o país, prestando serviços de localização e controlo por via de serviços de GPS de diferentes tipos de meios. O director da referida firma, Lin Yong Qing, disse ao OPAÍS que pretende-se, com a Beidou Shanghai, torná-la líder neste segmento de serviços, apostando na qualidade e na eficiência. Sem revelar o valor do investimento feito, Lin Yong Qing deu a conhecer que a empresa criou, numa primeira fase, perto de cinco dezenas de postos de trabalhos directos para angolanos.

No entanto, nos próximos tempos, prevê-se dobrar este número, apostando na abertura de parcerias de formas a tornar a empresa mais abrangente. De acordo com o empresário, a ideia de abertura do negócio no mercado angolano prendese com a necessidade de diversificar os investimentos chineses localmente e ajudar no crescimento económico nacional. Conforme explicou, Angola é o quarto país africano a beneficiar do investimento da Beidou, depois de a empresa ter investido forte no Quénia, Tanzânia e Nigéria. “Temos tudo para nos darmos bem no mercado angolano que, apesar de algumas iniciativas neste segmento, ainda precisa de um forte investimento. Estamos aqui para ajudar a economia angolana, criar empregos e parcerias”, frisou.

error: Content is protected !!