Angola na conferência internacional de energia atómica

Uma delegação multi-sectorial chefiada pelo Ministro da Energia e Águas, João Baptista Borges, participa desde Segunda-feira, em Viena, na 63ª Sessão Ordinária da Conferência Geral da Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA). Segundo uma nota do Ministério da Energia e Águas citada pela Angop, o ministro, no seu discurso, expôs em linhas gerais a posição de Angola relativamente aos seus compromissos como país membro daquela agência das Nações Unidas.

O governante ressaltou os esforços realizados pelos Estados- Membros na promoção da não proliferação de armas nucleares, o desarmamento e a promoção do uso pacífico da ciência e tecnologia nuclear. Angola solidariza-se com a preparação da Conferência Internacional da AIEA sobre Segurança Nuclear, que terá lugar em Fevereiro de 2020, sendo esta uma oportunidade ímpar para destacar o apoio dos Estados- membros à AIEA nesse domínio. Ressaltou ainda os esforços da AIEA para a conclusão do acordo das salvaguardas e o protocolo adicional com a Bolívia e a Etiópia, o que irá de certo modo contribuir para o reforço do regime do Tratado de Não Proliferação de Armas Nucleares (TNP) e garantia na protecção de materiais nucleares e radiológicos.

João Baptista Borges enfatizou os esforços que têm sido desenvolvidos no fortalecimento de práticas em tecnologia nuclear, radiológica, transporte e gestão de resíduos nucleares e valorização dos projectos de cooperação que têm permitido suprir as necessidades específicas e a capacitação de recursos humanos. A participação de Angola em projectos nas áreas de protecção contra a radiação e a segurança nuclear, bem como o uso pacífico das radiações ionizantes, têm contribuído para a melhoria dos aspectos no país

error: Content is protected !!