Cidadã de 70 anos atropelada mortalmente numa passadeira

uma cidadã que aparenta ter 70 anos de idade foi atropelada mortalmente na manhã de ontem, na Estrada nacional (En) 100, quando atravessava uma passadeira em frente ao Hospital da Polícia nacional, no município da Catumbela, província de Benguela

Adélia Naquelia saía de casa, no bairro da Tata, arredores da vila da Catumbela, em direcção a sua lavra, quando foi atingida por uma viatura ligeira de marca Toyota RAV4, após esta ter sido abalroada por uma carrinha de mercadorias que transportava tomate para Luanda, que terá apresentado problemas nos travões.

No mesmo instante foram atropeladas três mulheres que ficaram gravemente feridas, de acordo com a Angop. As outras três mulheres, na faixa etária dos 23 aos 60 anos, que também foram colhidas ao atravessarem a mesma passadeira, estão a ser assistidas no Hospital Municipal da Catumbela, de acordo com o director daquela unidade, o médico Gourgel Bettencourt.

O responsável avançou que uma das pacientes, com fractura fechada no fémur e úmero direitos, foi já transferida ao Hospital Geral de Benguela para ser observada pelo médico-cirurgião, enquanto as outras continuam internadas na Catumbela. Acrescentou que a unidade atendeu uma criança de dois anos de idade que, por volta das sete horas desta Quarta-feira, foi igualmente atropelada na Estrada Nacional 100, entre o Lobito e Benguela, tendo sofrido ferimentos na região frontal.

Verónica Buimbe, 49 anos, uma das vítimas atropeladas na passadeira, conta que uma viatura carregada de tomate que saía de Benguela embateu violentamente contra outros carros que tinham parado para dar prioridade aos peões na passadeira. A camponesa reclama dos perigos que os transeuntes correm na passadeira entre o Hospital da Polícia Nacional e a estação de passageiros do CFB, na vila Catumbela, pois que muitos automobilistas ignoram o sinal de travessia de peões e circulam em alta velocidade.

O acidente interrompeu, durante mais de uma hora, a circulação rodoviária sobre a ponte 4 de Abril, entre as cidades de Benguela e do Lobito, tendo o trânsito sido desviado de forma alternativa para a antiga ponte metálica, de apenas um senti

error: Content is protected !!