O editorial:Muito além das palavras

Jornal OPaís edição 1601 de 19/09/2019

Luanda abriu ontem a Bienal da Paz, com discursos importantes de pessoas importantes. Falaram o Presidente da República, a directora da UnESCo, um prémio Nobel, e todos ressaltaram a importância da inclusão e do respeito dos direitos humanos para a consolidação da paz. os jovens e as mulheres e a liberdade de imprensa também mereceram espaço nos discursos. Mas a paz é muito mais do que palavras, é sobretudo compaixão, tolerância e empenho no respeito pelo outro.

A paz é um valor que não cabe nos discursos, mas que também nunca preenche as acções, porque há sempre espaços no dia-adia para preencher com ela. E começa no interior de cada um, que deve reflectir se o que faz contribui para a paz com os outros e entre os outros. É a mais importante cultura da humanidade.

error: Content is protected !!