Entre os números e a realidade

Cento e 78 propostas de investimento privado foram registadas, de Agosto de 2018 a 31 de Agosto de 2019, pela Agência de Investimento Privado e Promoção das Exportações (AIPEX), avaliadas em 1, 6 mil milhões de dólares norte-americanos. O valor não é desprezível, a caminho dos dois mil milhões é considerável, ainda mais nas condições do mercado angolano. Mas estes são os números da AIPEX, que deve mostrar, nos seus comunicados, com mais precisão de que projectos se fala, onde estão instalados, quanto de capital humano já mobilizaram. Porque, na verdade, para quem tem os olhos bem abertos, é sabido que o que interessa aos angolanos agora nem é tanto a beleza dos números, se vieram dois, quatro ou dez mil milhões, se os projecto são bonitos ou não, se a vinda é ou não fruto da acção governativa, sobretudo dos esforços do Presidente da República. O que os angolanos querem, precisam mesmo, é de empregos. Talvez fosse bom passar a trocar por miúdos este tipo de comunicados, esqueçam os dólares, digam que foram realizados investimentos que resultaram em “X” postos de trabalho. E se houver intenções ou aplicações que vão precisar de mão-deobra, digam também, e onde. A questão do desemprego é muito séria. Os investimentos que o país receber apenas farão sentido se servirem para ir diminuindo a fi la de desocupados. É o lado social a cobrar.

error: Content is protected !!