Nova secretária da JMPLA de Luanda promete mais diálogo com os militantes para fortalecer a organização

Hemingarda Fernandes, que foi eleita ontem com um total de 258 votos, acredita que só com diálogo e espirito de equipa poder-se-á ter uma JMPLA mais activa, firme e preparada para os desafios actuais, sobretudo neste período crucial que o país atravessa, em que a maior reclamação dos jovens prende-se com o emprego e bem-estar social

Domingos Bento

A nova secretária provincial da JMPLA de Luanda, Hemingarda Fernandes, prometeu dialogar mais com os militantes de base de formas a fortalecer a organização juvenil do MPLA, partido no poder.

No seu primeiro discurso, momentos depois de ter sido eleita ao cargo de primeira secretária provincial da JMPLA, Hemingarda disse que vai trabalhar em prol da coesão da organização e bem-estar da juventude de Luanda, sobretudo no actual contexto político nacional, em que a unidade e o diálogo constituem factores determinantes para fazer cumprir o programa de governação do seu partido.

A nova secretária, que foi eleita ontem, na XIII Assembleia Provincial de Balanço e Renovação de Mandatos, com um total de 258 votos, representando 53 por cento, acredita que só com diálogo e espírito de equipa poderse- á ter uma JMPLA mais activa, firme e preparada para os desafios actuais, sobretudo neste período crucial que o país atravessa, em que a maior reclamação dos jovens prende-se com o emprego e bem-estar social.

“Agradeço aos delegados e aos militantes pela confiança depositada em nós e vamos trabalhar para não defraudar as pessoas que nos votaram. É um desafio grande e acreditamos estar prontos e preparados para trabalhar”, assegurou. Para além de Hemingarda Fernandes, concorreram para primeiro secretário da JMPLA na capital do país Wilson Marais, que conseguiu 165 votos, e Pedro Maloa, que teve apenas 52 votos

Para além da eleição da nova secretária provincial de Luanda da JMPLA, a XIII Assembleia Provincial de Balanço e Renovação de Mandatos serviu igualmente para eleger os membros ao Comité Provincial da Organização e os delegados de Luanda ao VIII Congresso Ordinário da organização, aprazado para os dias 10 e 12 do próximo mês.

Paulo Pombo quer mais agilidade

Presente no acto, que contou com a participação de 470 delegados, provenientes de todos os municípios de Luanda, o secretário- geral do MPLA, Paulo Pombolo, disse que, à semelhança do passado, vale sempre a pena apostar na juventude para edificar o partido e o país, tendo em atenção que, para o MPLA, os jovens representam a garantia da continuidade do partido.

Conforme explicou, actualmente cerca de 90 por cento da direcção do MPLA é constituída por pessoas que vieram das fileiras da JMPLA, que sempre teve jovens que, desde muito cedo, assumiram o compromisso com a nação, independentemente do cargo. Por esse motivo, frisou, a actual secretária da JMPLA de Luanda deve ser ágil, congregadora, aberta ao diálogo e que saiba receber todos, sobretudo nesta fase crucial que o país está a viver, tendo em antevisão as próximas eleições autárquicas, em que o partido quer vencer em Luanda e no resto das províncias.

Por outro lado, Paulo Pombolo reconheceu que a situação actual da juventude angolana é de desafios, devido à actual taxa de desemprego que representa uma preocupação nacional. Porém, apesar das dificuldades, o político defendeu que é preciso continuar a trabalhar para a formação política e acadêmica dos jovens da JMPLA, de forma a desenvolver não só o partido, mas também o país.

“O Governo liderado pelo Presidente João Lourenço está a fazer esforços de formas a satisfazer as necessidades do país, apesar do problema do desemprego que assola a juventude. O executivo tem vindo a buscar soluções para atender o problema do desemprego.

E os militantes da JMPLA devem transmitir isso aos outros jovens”, frisou, tendo acrescentado ainda que o novo secretário da JMPLA de Luanda deve merecer todo o apoio da organização para a materialização dos objectivos contidos no programa de governação do MPLA ,que visa corrigir o que está mal e melhorar o que está bem.

Segundo ainda Paulo Pombolo, a actual secretária da JMPLA de Luanda deve ter perfil e comportamento adequados para se impor diante da juventude angolana, independentemente de pertencer ou não à organização. “Continuamos a edificar um MPLA estruturado, educado, e a sua juventude deve se comportar da melhor forma possível”, apontou.

 

error: Content is protected !!