Equipamentos do Hospital da Barra do Cuanza podem estragar-se

O Hospital de Referência da Barra do Cuanza, no município de Belas, em Luanda, preparado para atender pacientes com traumatologia, funciona apenas a 25 por cento, situação que pode levar à deterioração dos equipamentos

Citado pela Angop, o responsável adjunto da repartição municipal da Saúde, Carlos Hamilton, afirmou que as actividades do hospital são reduzidas por falta de médicos especializados e orçamento.n A unidade concebida para receber sinistrados de acidentes de viação e a população local está localizada numa linha da Estrada Nacional EN 100 Sul e atende alguns pacientes durante o dia. Com 40 camas, o hospital faz parte dos Investimentos Públicos do Governo Provincial de Luanda (GPL) e conta com bloco Operatório, RX, Reanimação, área de Cirurgia, Medicina Geral, Estomatologia, Materno Infantil, Morgue e área administrativas. Segundo o responsável, a estrutura do hospital possui equipamentos modernos para exames aos doentes com traumatismos ou traumas cerebrais. Para mudar o quadro, afirmou que foi enviada uma proposta orçamental ao GPL e a solicitação de um corpo clínico especializado, no sentido de a unidade servir o seu objecto social. Actualmente, o Hospital de referência conta com três médicos de medicina geral e atende menos de 50 pacientes por semana, independentemente da época. O médico Carlos Hamilton fez saber que devido à distância entre as aldeias que fazem parte da comuna da Barra do Cuanza, a repartição da Saúde tem realizado Feiras de Saúde, que abarcam vários serviços. A comuna da Barra do Cuanza está localizada a 70 quilómetros a Sul do centro da cidade de Luanda, e tem uma população estimada em dez mil habitantes. Com mais de 500 mil habitantes, o município de Belas conta com 22 médicos que atendem os munícipes da comuna da Barra do Cuanza e dos distritos do Quenguela, Vila Verde, Morro dos Veados, Kilamba e Ramiros Desde a semana passada, 129 novos técnicos reforçam o sector de saúde no de Belas. O município está limitado por Viana, Talatona, Oceano Atlântico e Rio Cuanza

error: Content is protected !!