Cabinda vai contar com energia da Barragem do INGA (RDC )

A cooperação entre Angola e a República Democrática do Congo (RDC), no que concerne o fornecimento de energia a Cabinda a partir da Barragem do INGA (RDC), regista desenvolvimentos satisfatórios, após reunião esta Sextafeira entre equipas técnicas dos dois países

De acordo com uma nota de imprensa da Rede Nacional de Transporte, o presidente do Conselho de Administração da Rede Nacional de Transporte (RNT), Rui Pereira do Amaral Gourgel, presidente de Administração da Sociedade Nacional de Electricidade (SNEL), e Jean Bosco Kayan, pela parte congolesa, reuniram-se em Kinshasa para finalização do processo de pré-concurso de empreitada para o desenvolvimento do Projecto de Interligação Eléctrica da Barragem do INGÁ à província de Cabinda.

Realizado na capital da RDC, o encontro decorreu na sequência das conclusões da reunião do Comité Técnico Misto Bilate- No encontro, foi aprovado o cronograma das actividades que prevê o início do processo de lançamento do Concurso da Empreitada do projecto de Construção da Linha de 400 KV Inga/ Boma/Muanda (RDC) para o mês de Novembro próximo e as obras começam em Agosto de 2020.

Com a conclusão da referida obra, a província de Cabinda contará com 100 megawatts da central hidro-eléctrica do INGA. A comitiva dirigida pelo PCA da RNT integra mais nove responsáveis e técnicos ligados ao projecto de planeamento, gestão, engenharia do projecto, comunicação, relações institucionais e assuntos jurídicos do Ministério da Energia e Ág

error: Content is protected !!