SUELY L S GAMARANO: Outubro Rosa Mês da Mulher

Batizado de Outubro Rosa, o décimo mês do ano é internacionalmente reconhecido como o mês de prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama, que é o segundo maior responsável pela morte de mulheres no mundo.

Embora tenha ganhado mais visibilidade na última década, o Outubro Rosa foi instituído ainda em 1990, nos Estados Unidos em decorrência de ações isoladas pela prevenção do câncer de mama, que aconteciam sempre em outubro. O mês foi oficialmente escolhido para a campanha após a aprovação do congresso norte-americano.

O laço cor de rosa, além de símbolo, remete ao nome da campanha. A história do laço cor de rosa nasceu no século 20, quando foi lançado pela Fundação Susan G. Komen for the Cure e distribuído aos participantes da primeira Corrida pela Cura. Existe até um aplicativo com o seu nome! É o Laço Rosa Neo Mama, desenvolvido através do Instituto Neo Mama (entidade sem fi ns lucrativos que presta apoio às vítimas do câncer de mama).

O câncer de mama é uma das doenças que mais vitima mulheres, por isso, a campanha Outubro Rosa vem alertar para a importância da realização de exames periódicos, além do autoexame das mamas, a fi m de facilitar o diagnóstico e aumentar as chances de cura. A conscientização sobre o câncer de mama e a detecção precoce é de grande valia para a promoção da saúde da mulher e a redução da mortalidade.

Dessa forma, a campanha Outubro Rosa mostra sua importância ao incentivar que a mulher busque conhecer seu corpo para que seja apta a detectar toda e qualquer alteração que possa ocorrer e assim ser diagnosticada e tratada em tempo hábil. Se você está em tratamento, lembre-se: não desanime, tudo vai fi car bem!

Eleve a sua autoestima, desenvolva sua autoconfi ança, promova o cuidado e o amor próprios, distraia a mente! Vale tudo para sentir-se bem! Nesta fase é necessário um cuidado especial com as unhas.

Mulheres que tenham se submetido ao procedimento de mastectomia com esvaziamento axilar, devem evitar a retirada das cutículas, devido à fragilidade de drenagem da linfa. Mantê-las, constitui um importante sistema de defesa do organismo contra infecções e doenças. Durante a quimioterapia, as unhas das mãos fi cam muito frágeis, apresentando ressecamento, ondulações, descolamento, podendo surgir manchas esbranquiçadas. Nesse caso é recomendável usar, diariamente, um creme ou produto similar para promover a hidratação e recomposição das mesmas, ademais, evite o uso de esmaltes. Igualmente importante é não descuidar da saúde dos pés.

Durante este período, o organismo fi ca mais sensível e vulnerável à infl amações nas unhas, podendo, em seu quadro mais grave, levar o paciente à perdê-las. As unhas dos pés, principalmente os dedões, tendem a apresentar uma coloração roxa, por isso, abra mão dos sapatos incômodos e desconfortáveis, pois podem contribuir para o surgimento de unhas encravadas.

Sempre que possível, deixe os pés sem sapatos para que possam ventilar (principalmente depois do banho, quando ainda estão retendo umidade). Uma boa dica é utilizar a toalha e, em seguida, um pedaço de papel higiênico, pois ele absorve melhor a água.

Ouça seus pés antes de sair de casa! E lembre-se: nada de utilizar alicates para tirar as cutículas. Só é permitido fazer as unhas durante a quimioterapia com instrumentos novos ou esterilizados, cuidado indispensável quando o paciente está submetido à tratamento. E quanto tempo duram os efeitos da quimioterapia no organismo? A duração dos efeitos da quimioterapia no organismo dependem muito do tipo de medicamento administrado. Cada classe de medicamento possui um tempo no qual completa o ciclo de tratamento e “deixa” o organismo. Porém, os efeitos da droga podem permanecer um pouco mais. Geralmente, os medicamentos chamados de citotóxicos, que são os que atacam células que se proliferam rapidamente (bastante utilizados no tratamento do câncer), possuem um tempo de duração dos efeitos entre horas e poucos dias. Já no caso dos anticorpos, um pouco mais longo, variando de muitos dias a meses. Para os medicamentos em comprimidos como bloqueadores hormonais e inibidores de reaplicação, o tempo geralmente varia entre poucos dias. Cuide de suas unhas, de sua alimentação, de seu interior e seu exterior! Durante todo esse período de tratamento do câncer, coma bastante verduras e legumes, para fortalecer as unhas. A alimentação constitui o maior aliado na manutenção de unhas fortes e saudáveis. As unhas agradecem! Aliado aos cuidados pessoais, o apoio de familiares e amigos é imprescindível para combater os males da doença. Os familiares são pessoas fundamentais na vida de pacientes oncológicos, pois é no núcleo familiar onde geralmente se encontra o amor mais sincero, a atenção mais incondicional e, também, a ajuda nas necessidades mais práticas, como o acompanhamento em consultas, por exemplo. Não se esqueça: é fundamental contar com o auxílio de profissionais habilitados, como psicólogos e enfermeiros, com quem você poderá esclarecer as dúvidas e compartilhar situações que precisam de ajuda especializadas.

SUELY L S GAMARANO 

error: Content is protected !!