Novos efectivos das FAA devem pautar-se por conduta irrepreensível

 O comandante da Região Militar Centro, tenente general Dinis Lucama, apelou ontem, Quarta-feira, no centro de instrução de tropas do Exército, na Chicala- Cholohanga (Huambo), aos novos efectivos no sentido de se pautarem por uma conduta irrepreensível no meio castrense e na sociedade, dentro do espírito ético, moral e cívico. Falando na cerimónia que marcou o encerramento de mais um curso, no quadro da comemoração do 28º aniversário da criação das Forças Armadas Angolanas (FAA), lembrou aos novos afectivos a necessidade de não se confundir a corporação como simples emprego, ingressando nestas fileiras com ideias “imediatistas, materialistas e de consumismo”. “Esta atitude não pode também estar assente em vencimentos altos e melhoria imediata de vida social, pois que a situação é conjuntural, requerendo de todos um espírito de sacrifício e abnegação. Pelo que, acima de tudo está o amor à pátria, que passa, necessariamente, pelo altruísmo”, destacou o comandante da Região Militar Centro.

Dinis Lucama apelou igualmente ao novos efectivos no sentido de evitar o consumo excessivo de bebidas alcoólicas ou outras drogas cujo o abuso destas produz consequências que estendem ou afectam todas as dimensões da vida. “Saibam, desde já, que a progressão na carreira materializase com a promoção dos militares aos diferentes postos, consoante a categoria e a forma de prestação de serviço a que os mesmos se encontram vinculados, revelando o desempenho profissional, observadas na satisfação das condições gerais e especiais de promoção e as necessidades orgânicas das Forças Armadas Angolanas (FAA)”, disse.

De igual modo, o comandante da Região Militar Centro exortou aos praças finalistas, maior empenho no cumprimento desta árdua, complexa, valorosa e importantíssima tarefa da participação contínua na preparação operativa, combativa e educativo patriótico. Trata-se de mil e 189 praças finalistas que juraram a bandeira da República, dos mil e201 inicialmente recrutas matriculados no 18º curso de instrução básica militar, no centro de instrução de tropas do Exército, na Chicala-Cholohanga, província do Huambo. Durante 12 semanas lectivas aprimoraram conhecimentos em matéria de prática de ordem unida, espírito e corpo, capacidade de reacção e corpo, combinação de fogo em movimento, entre outras. As FAA celebraram ontem, Quarta-feira, 9 de Outubro, o 28º aniversário desde a sua criação para a defesa e salvaguarda da Independência e do território do país.

error: Content is protected !!