Oficialmente angolanos de segunda

O jornal OPAÍS deslocou para Benguela uma equipa de reportagem para seguir ao segundo o CAN para amputados. Tratou- se de uma competição extremamente importante, no plano desportivo e também no simbolismo que carregava para a nossa sociedade.

Outros órgãos de comunicação social, com realce para alguns públicos, seguiram também o campeonato com a devida atenção. E nada mais. Angola, felizmente venceu o campeonato. É campeã africana.

Os amputados, cuja selecção até nem tem nome, pelo menos que eu saiba, saem- se bem melhor do que a chamada selecção de honras, que tem todas as honras e benesses do Estado. Aliás, o desporto paralímpico angolano tem conseguido feitos que demonstram a tenacidade do povo desta terra, mostra nos espaços de competição o que é a vida real, cheia de dificuldades, abandono, desprezo, e mesmo assim vencer. Sim, são vencedores duas vezes, na vida e no desporto.

E ainda por atirarem à cara de toda a gente que as barreiras para a sua inserção social são meramente artificiais, que podem e devem ser quebradas. Mas são “menos angolanos”, infelizmente, e até o carinho lhes é negado, o seu exemplo secundarizado, não são tidos como os outros, como interessantes, como cidadãos completos e de pleno direito. Para mim, os comunicados mandados publicar nas rádios, televisão e jornal, os de ontem e os que se seguirão, são a mais pura expressão de cinismo, dispensável.

Houve ministros e ministros de Estado a correr de um lado para o outro para receber comboios com turistas e um príncipe que nem sequer é o herdeiro. Foi até recebido pelo Presidente da República. No CAN dos amputados, os vencedores angolanos, campeões do Mundo e agora de África, não tiveram a sorte, ou o merecimento de ter no estádio as mais altas figuras do país.

Nem o Presidente, nem o vice-presidente da República. Nem o presidente da Assembleia Nacional, nem sequer o governador provincial. A mais alta figura do Estado presente foi a vicegovernadora de Benguela. Este país não é digno destes campeões

error: Content is protected !!