carta do leitor: A Polícia afinal pode

Caro director, Eu estou um bocado espantado. Afinal a nossa Polícia pode mesmo parecer uma Polícia normal, como as de outros países do mundo.

Hoje em dia, quando andamos por Luanda, já vemos mais agentes a patrulhar as ruas a pé, isto dá maior segurança ao cidadão porque sente que o polícia está mesmo ao lado no passeio.

Quem mora no Nova Vida, por exemplo, sabe do que estou a falar. Mas não é só, também noutras partes da cidade de Luanda há mais polícias, andam dois a dois ou três, como vemos noutros países. Mas o que me deixa mesmo agradado é ver estes carros pequenos da Polícia a andar de um lado para o outro. Assim, eles podem reagir a qualquer eventualidade, porque não estão parados e porque não é preciso andar com os nossos patrulheiros que levam dez de cada vez na carroçaria.

À noite, a sensação de segurança em algumas ruas melhora muito quando vemos estes carros a circular, ou mesmo parados em locais estratégicos, mas com as luzes ligadas e a piscar com as cores características da polícia. Posso estar a mil metros, mas sei que lá à frente estão agentes da ordem.

Assim, o cidadão sente-se mais seguro e o malfeitor sente-se inibido. Não sei por que é que que levou tanto tempo para a nossa Polícia fazer aquilo que noutras partes já se faz desde o século passado. Mas acho que o comandante Paulo de Almeida e o comandante de Luanda, Eduardo Serqueira, merecem os meus elogios e o apoio de todos. Se continuarem assim, daqui a pouco teremos uma vida mais tranquila e com sensação e segurança.

Carlos Umbelino Luanda

 

error: Content is protected !!