Empreendedorismo vai ter academia em Luanda

Com os olhos postos na diminuição do desemprego, o Governo de Luanda cria academia para capacitar empreendedores.

André Mussamo

O Governo acaba de criar a Academia do Empreendedor de Luanda, um centro de excelência que doravante vai dedicar-se à formação técnica e profissional de adolescentes e jovens nos domínios da concepção e desenvolvimento de negócios.

Segundo o estatuto publicado em Diário da Republica, I Série, Nº 130, datado de 4 de Outubro de 2019, a nova instituição fica adstrita ao Governo da Província de Luanda e funcionará sob dependência metodológica dos serviços competentes do Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional. A instituição vai ministrar cursos nas áreas de empreendedorismo, tecnologias de informação e comunicação, turismo, restauração e nutrição, arte, design e moda, beleza e estética e línguas.

Fica também em aberto a possibilidade de “ministrar cursos em função das necessidades do mercado de emprego e do fomento do empreendedorismo. A Academia do Empreendedor de Luanda terá à cabeça um director e tem como órgãos um conselho de direcção, conselho técnico pedagógico e o de disciplina, assim como terá entre os seus serviços uma incubadora de negócios.

Um total de 55 profissionais vai integrar os quadros   de pessoal do  regime geral e da carreira de formador, como estabelecido no seu estatuto orgânico composto por 30 artigos e três anexos. Com uma elevada taxa de desemprego, o país pode encontrar no empreendedorismo uma alternativa, desde que os empreendedores sejam capacitados, incentivados e apoiados. Estudos apontam o empreendedorismo como um factor para o desenvolvimento contínuo de Angola, uma vez que os mesmos podem fomentar a inovação e a competitividade, operando como catalisadores das mudanças estruturais na economia e impelindo as empresas a melhorar a sua produtividade.

Assim, assume-se como essencial estimular a actividade empreendedora da população angolana, de modo a permitir o crescimento de negócios novos e inovadores, contribuindo para reduzir a dependência do país relativamente ao petróleo.

 

error: Content is protected !!