INAC regista 360 casos de violência contra criança no Cazenga

Trezentos e 60 casos de violência contra crianças foram registados, de Janeiro a Setembro deste ano, pelo Instituto Nacional da Criança (INAC), no município do Cazenga, em Luanda

Compa rat ivamente ao mesmo período do ano anterior houve um aumento de 90 casos, com destaque para os abusos sexuais e desistência do sistema normal de ensino, principalmente as meninas dos nove aos 17 anos.

O responsável do INAC Ananias da Costa, que falava ontem (Segunda-feira) no âmbito do Dia Internacional das Menina, assinalada a 11 de Outubro, lamentou o facto de ainda existirem muitas famílias que priorizam a formação dos rapazes, retirando as meninas da escola para realizar o trabalho doméstico. Sublinhou igualmente que algumas das meninas matriculadas não terminam o ano lectivo nem concluem o processo de ensino, devido à gravidez precoce, abuso sexual e maus tratos na família. Ananias da Costa referiu que durante as campanhas de mobilização e sensibilização, através de palestras, foi possível notar que as famílias dão primazia aos rapazes esquecendo que as meninas também devem estar na escola. A responsável referiu que o INAC aposta no empoderamento da menina para a redução dos casos de abuso no seio das famílias, porque são inúmeras as denuncias de abusos e violação dos direitos das meninas, principalmente cometidos pelo pai, avô, irmão, tio e vizinho.

O Dia Internacional das Menina foi comemorada em Angola pela primeira vez, desde a sua criação em Dezembro de 2011. O 11 de Outubro, Dia Internacional das Menina, tem como objectivo consciencializar a população mundial por meio da educação sobre o empoderamento das meninas em países em desenvolvimento. Estimular o desenvolvimento de projectos e políticas públicas para impulsionar o potencial das meninas e assegurar o pleno exercício dos seus direitos, é também objectivo do Dia Internacional das Menina.

error: Content is protected !!