Cuanza-Norte regista 264 novos casos de VIH-Sida

Duzentos e 64 novos casos de VIH-Sida, com 20 óbitos, foram registados entre os meses de Julho a Setembro deste ano na província do Cuanza- Norte. Dados do balanço trimestral do Programa de Luta Contra a Sida a que a Angop teve acesso ontem, Quinta-feira, indicam que no período em referência foram realizados 11.011 testes.

Comparativamente ao segundo trimestre do ano em curso, registou-se uma redução de oito casos e um aumento de 13 óbitos. A fonte aponta os cidadãos da faixa etária dos 25 aos 49 anos de idade como sendo a população que mais adere ao diagnóstico voluntário da doença, ao serem testados 4.079 indivíduos, dos quais 138 foram identificados como seropositivos, seguido dos cidadãos dos 15 aos 24 anos, com 2.596 pessoas testadas e 42 casos positivos.

A fonte aponta ainda a testagem de 639 indivíduos com idade superior a 50 anos (com 25 casos positivos), 232 petizes com idades entre os três e os 14 anos (com cinco casos positivos) e a identificação de cinco recém-nascidos infectados com a doença, num universo de 117 bebés acompanhados no âmbito do corte da transmissão vertical. No âmbito da assistência especial à mulher grávida, refere, foram testadas 3.345 gestantes, com 40 casos positivos, das quais 37 aderiram ao corte da transmissão vertical.

Associada à testagem e tratamento médico das pessoas portadoras do VIH-Sida, as autoridades sanitárias da província do Cuanza-Norte estão igualmente empenhadas na promoção de campanhas de mobilização dos cidadãos contra a doença, sobretudo versadas na distribuição de cartilhas sobre os sintomas e métodos de prevenção da enfermidade, acompanhadas pela distribuição gratuita de preservativos. O Cuanza-Norte conta com centros de aconselhamento, testagem voluntária e tratamento de pessoas portadoras do VIH-Sida, instalados nos 10 municípios.

error: Content is protected !!