Executivo quer melhoria do ambiente digital no país

Por:Brenda Sambo

O Executivo angolano está focado na implantação de um ambiente mais digitalizado na relação entre empresas, Estado e consumidores, avançou o ministro das Telecomunicações e Tecnologias de Informação, José Carvalho da Rocha. Segundo o responsável, que falava ontem na abertura do seminário sobre regulação, que decorre sob o lema “Rumo ao digital, tendências e desafios”, o Executivo angolano está focado no investimento em infra-estruturas para o suporte e expansão dos serviços em todo território nacional, bem como na abertura do mercado, com o surgimento de novos operadores e contribuir para o bem estar dos cidadãos, independentemente da sua localização.

Referiu ainda que, outro grande desafio é a implantação de um ambiente cada vez mais digital na relação entre as empresas, Estado e particularmente na relação com os consumidores, o que impõe um profundo diálogo e um estudo sobre a regulamentação. “Os Estados desta associação devem juntar sinergias para cada vez mais aproximar os povos e se multiplicar na prestação de serviços de qualidade aos cidadãos”, disse. Ressaltou que, para o sucesso destes serviços, a protecção de dados é fundamental, daí a criação da Agência de Protecção de Dados, para garantir o desafio de tratar os dados e manter a privacidade dos mesmos.

Por sua vez, o presidente da direcção da Associação Internacional das Comunicações de Expressão Portuguesa (AICEP), João Caboz Santana, defendeu a necessidade de criação de mercados abertos e competitivos para salvaguarda dos interesses dos consumidores. Os desafios, de acordo com o responsável, são extensivos às entidades reguladoras que têm que induzir ao investimento, à inovação e acompanhar as dinâmicas deste mundo digital no sentido de criar inforcondições para que haja mercados muito maduros, mais abertos, concorrenciais e competitivos para salvaguarda dos interesses dos consumidores. O seminário de regulação que termina hoje é realizado pela Associação Internacional das Comunicações de Expressão Portuguesa (AICEP) em pareceria com o Ministério das Telecomunicações e Tecnologias de Informação.

Entre outas temáticas em abordagem, o destaque vai para o impacto do digital na sociedade e nas actividades económicas, os dados na era digital, serviços móveis na era digital e o papel e a importância das start-ups tecnológicas no digital e na regulação. Participaram no seminário empresas nacionais e internacionais do sector das TIC e líderes de diversos países desde Moçambique, Brasil, Cabo Verde, Portugal, e São Tomé e Príncipe.

error: Content is protected !!