Detidos cidadãos que mataram agente da Polícia

O Serviço de Investigação Criminal procedeu, no âmbito das acções de sequências investigativas, à detenção de quatro cidadãos nacionais, por alegadamente terem matado um agente da Polícia Nacional. Os cidadãos vêm acusados da morte do agente, que em vida atendia pelo nome de Fernando Ndengue, e exercia as funções no Comando municipal do Lubalo, porquanto, no dia 15 do corrente mês, por volta das 10 horas, agrediram a vítima ao ponto de lhe causar a morte. As agressões, segundo relatório da PN tornado público, foram motivadas pela crença no feiticismo, e ocorreram no interior de uma residência, situada no bairro Chacuanda.

Os quatro presumíveis autores, por sinal familiares da vítima, entre os quais, três irmãos e um sobrinho, perpetraram a acção por alegadas mortes selectivas no seio familiar cujo autor, segundo eles, era a vítima. Os acusados foram detidos e encontram-se sob custódia do SIC, para posteriormente serem presentes ao Ministério Público, para ulteriores procedimentos legais

error: Content is protected !!